Geral

Antônio Lavareda é preso pela Polícia Federal

Antônio Lavareda é preso pela Polícia Federal

28/03/2012 04:21

Por Ricardo Antunes*

Pouco mais de 24 horas depois de ter assumido o comando oficial da campanha do Prefeito João da Costa, o marqueteiro Antônio Lavareda foi preso pela Polícia Federal quando tentava embarcar com munição calibre 38 no voo 363 da TAM com destino a São Paulo. O fato provocou grande repercussão nas redes sociais e foi noticiado com exclusividade pelo Pernambuco.com, portal do Diario de Pernambuco. A prisão do polêmico cientista político ocorre apenas dois meses depois da aquisição da agência de propaganda RGA, que detém contratos milionários com o Governo do Estado e com a Prefeitura do Recife.

Lavareda, estava se deslocando à capital paulista para um encontro reservado com o Prefeito do Recife João da Costa e um empresário do setor de call center. Segundo o delegado Hilton Lira, ele deve responder a inquérito policial por porte ilegal de munição. Visivelmente constrangido, o marqueteiro justificou que as munições “provavelmente caíram da arma” e ele não teria notado a presença delas na bagagem. O delegado considerou “inverossímil” a tese do detido, mas liberou Lavareda depois de pagamento de fiança. Dois advogados do empresário foram chamados para a Delegacia do Turista, onde ele ficou detido por cerca de duas horas depois de passar pelas dependências da Policia Federal. A pena para esse tipo de crime é de quatro anos de prisão.

Ainda hoje, eu conto tudo sobre essa estranha história que envolve um dos mais conhecidos marqueteiros do Brasil e com uma grande influência nos centros de decisões do poder. Milionário em apenas 15 anos, Antônio Lavareda construiu uma história de sucesso no meio político e empresarial. É proprietário de um banco, três agências de propaganda, uma empresa de pesquisa de opinião pública e duas empresas de construção civil e do setor imobiliário.

Odiado por Jarbas Vasconcelos, de quem foi amigo íntimo e conselheiro desde 1985, ele comandou com mão de ferro a campanha eleitoral de Mendonça Filho (PFL) em 2006 e hoje tenta fazer a travessia para o PT, não escondendo de ninguém sua admiração pelo governador Eduardo Campos. O mesmo Eduardo Campos que foi alvejado com munição pesada pelo marqueteiro, no guia eleitoral com a questão do “Escândalo dos Precatórios”. Detentor de um contrato milionário com o PSDB nacional, via o senador Sérgio Guerra, Antônio Lavareda conseguiu, com sua habilidade e competência, chegar ao núcleo do poder do PT local e está a um passo de conseguir seu principal objetivo que persegue com sua contumaz obsessão: dividir as verbas de propaganda do Governo do Estado e virar consutor do governador para a eventual campanha presidencial em 2014. “Tenho muita admiração por ele”, costuma ressaltar o marqueteiro que é amigo pessoal do advogado Antônio Campos.

 

*Conheça Ricardo Antunes, clique aqui.

Comentários

Francisco Filho - 29 de março de 2012

É um marqueteiro questionável se considerarmos o modus operandi – extremamente agressivo e polemico – como ele conduziu as candidaturas de Cadoca e Mendonça Filho. Para reavivar a memória lembremos do caso Dona Maria do socorro de Brasilia Teimosa, cujo desfecho contribuiu muito para a eleição do adversário.

[Reply]

Opine e entre na discussão