Economia

Problemas com a Delta podem atrapalhar obras do PAC, admite ministra

Problemas com a Delta podem atrapalhar obras do PAC, admite ministra

27/06/2012 15:59

 

 

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, admitiu nesta quarta-feira (27) que a declaração de inidoneidade da Delta poderá comprometer o cronograma das obras do PAC. A declaração da CGU impede a construtora de contratar com a administração pública.

“Se for necessário, teremos de pagar esse preço, mas não é esse o desenho original”, disse a ministra após participar da cerimônia de lançamento do PAC equipamentos – Programa de Compras Governamentais.

De acordo com a ministra, cada um dos contratos da Delta com o governo federal será analisado “para ver se há algum problema”. “Como disse o ministro da CGU, quando fez a declaração de inidoneidade para a Delta, cada um dos contratos será analisado para ver se há algum problema. Se não houver, as obras continuam normalmente. Se houver, elas vão ser substituídas por uma outra empresa”, explicou.

Questionada se a eventual substituição da Delta por outras empresas poderá encarecer as obras, a ministra respondeu: “Se tiver irregularidade, tem de ser mudado”.

CRESCIMENTO

Sobre os reflexos do pacote lançado hoje pelo governo, a ministra Miriam Belchior afirmou que o governo está confiante na retomada do crescimento no segundo semestre.

“O objetivo é exatamente esse, essa medida e as demais que a presidente vem adotando no correr do ano. Esse objetivo, já tem indicadores demonstrando uma retomada, uma aceleração que a gente acredita que será ainda maior no segundo semestre”, afirmou.

 

FOLHA

Opine e entre na discussão