Sem Censura

Tese do sacrifício

24/05/2012 16:44

Mauricio Rands pode ter sido um “boi de piranha” atirado pelo governador Eduardo Campos para provocar o tumulto no PT, dividindo o partido e abrindo o caminho para o domínio hegemônico do PSB em Pernambuco.

A tese é do aliado de João da Costa, Fernando Ferro, para quem o governador pode ter agido deliberadamente com este objetivo ao dar o aval para a candidatura alternativa de Rands.

É, faz sentido. Mas tudo não teria acontecido se o prefeito não tivesse se afastado do mentor, João Paulo. Foi a briga que destruiu o “João é João” da última campanha municipal que acendeu a pólvora para essa confusão toda.

Por Ricardo Antunes direto de São Paulo

Opine e entre na discussão