Sem Censura

Coluna do meio-dia

Coluna do meio-dia

30/03/2012 12:46

 


 Guerra sem fim

Estive pessoalmente nas coletivas do deputado e pré-candidato do PT, Maurício Rands, em Boa Viagem, e na do Prefeito João da Costa, em Santo Amaro.

Posso assegurar que o clima entre as duas correntes é de muita tensão e estão sendo armadas duras campanhas de comunicação com ataques pessoais às famílias dos dois candidatos.

Acho que o Recife não merecia isso, pois o embate eleitoral deve ser feito em torno de propostas que melhorem a condição de vida da população de nossa cidade.

E ela já tem muitos problemas que merecem e precisam ser discutidos.

 

Demóstenes afunda

O senador José Sarney se pronunciou ontem sobre a situação delicada do senador do Democratas de Goiás, Demóstenes Torres, de quem é desafeto.

A gravidade das denúncias que ligam Demóstenes ao contraventor Carlinhos Cachoeira também foi alvo de lamentações do companheiro de partido, José Agripino Maia, que assumiu seu lugar na liderança da agremiação no Senado. Para Agripino, o DEM está “incomodado” com o envolvimento de seu ex-líder no Senado em investigações da Polícia Federal.

Em Pernambuco, o incômodo até agora provocou apenas silêncio da parte dos democratas.

Devem estar esperando o homem afundar de vez.

 

 

 

Pavio curto

A impaciência conhecida de Dilma Rousseff se manifestou ontem publicamente, no meio da entrevista coletiva que fazia na Índia.

Perguntada se a guerra no Congresso havia terminado, depois de aprovações do governo em votações na Câmara e no Senado, a presidente se aproximou dos repórteres e disse: “Que guerra? Parte dessa guerra é vocês que inventam, depois precisam dizer como termina”.

Um pouco antes, na mesma entrevista, referiu-se ao seu mandato como “meu período de governo”, como quem já se prepara para entregar o cargo, com menos da metade do tempo percorrido. Não é à toa que as especulações em torno de Lula e outros nomes crescem para 2014.

Do jeito que vai, colecionando desavenças, Dilma dificilmente topa o segundo mandato.

 

 

 

Calçadas esquecidas

Em editorial de hoje, o Estadão trata da fiscalização da Prefeitura de São Paulo, que em dois meses multou 940 proprietários ou inquilinos de imóveis cujas calçadas estão em má conservação.

A fiscalização tenta fazer cumprir a nova lei das calçadas municipal, que entrou em vigor em janeiro. Segundo pesquisa da USP, 90% dos pedestres paulistanos já se acidentou nas calçadas da cidade.

No Recife, assim como em outros municípios pernambucanos, a lei existente sobre o assunto é meramente protocolar.

A Prefeitura não fiscaliza nem pune e sequer dá o exemplo: basta olhar a calçada em frente aos órgãos municipais para comprovar o completo esquecimento do respeito ao pedestre na cidade.

 

 

 

Catimbó

Foi adiado mais uma vez o teste de mar do petroleiro João Cândido, primeiro navio do Estaleiro Atlântico Sul, que rendeu pelo menos três visitas de Lula a Pernambuco e está com atraso de quase dois anos, depois que foi “batizado” pelo então presidente.

Desta vez um problema no motor adiou o teste de mar, que seria feito ontem, para o final de semana.

Deve ser castigo ou macumba.

O EAS tenta se livrar de um problema que criou ao se deixar levar pela pressão eleitoral do ex-presidente e buscar soluções para a crise financeira e gerencial que ameaça a encomenda de outros 22 petroleiros.

O prejuízo já tá feito.

 

 

 

Novo Recife dos prédios gigantes

A reação de setores da sociedade, incluindo o Ministério Público, à construção de um conjunto de torres na área do Cais José Estelita, mostra o quanto os recifenses começam a se inquietar com o modelo de crescimento urbano que privilegia arranha-céus em detrimento da valorização da paisagem natural e da harmonia arquitetônica em uma metrópole inchada.

As maiores construtoras do Estado continuam investindo pesado em empreendimentos que, aos olhos dos críticos, pioram a qualidade de vida numa cidade estrangulada como o Recife.

Se a pressão vai resultar em alguma marcha a ré, ainda é difícil prever.

Mas a polêmica está construída.

 

 

 

Fazendo gol contra

Quem se habilita a comentar a mais nova trapalhada da equipe do prefeito é o Ministério Público Eleitoral que entra hoje com a segunda representação contra o burgomestre pela encontro que juntou mais de 500 cargos comissionados, lideradas pela secretaria de educação, Ivone Caetano ,apelidada de ”elefante em loja de cristal”, na boa nota da colunista Ana Lúcia Andrade, do JC.

Campanha poltica antecipada é crime eleitoral previsto por lei e gera mídia negativa para o já desgastado prefeito. Intimidação de cargos comissionados para atuarem no campo de batalha da sucesão interna do PT, também.

Com uma assessoria política desse nível, estou cada dia mais desconfiado que o nobre prefeito quer mesmo perder a eleição, né não?

Perna de pau

E quem pensa que foi somente a Secretaria de Educação que colabora na imagem de mídia negativa, enganou-se

Tem as impressões digitais do secretario de Governo, Henrique Leite, a solicitação do auditórtio do Sindicato dos Policias Civis de Pernambuco. Oficialmente, a versão é de que o espaço foi pedido pela assessora de Ivone Caetano. Mas o que se comenta é que foi mesmo o ex-presidente do Sinpol, Henrique Leite, que articulou a cessão do auditório.

Sem saber de nada ou sabendo de tudo, o atual Presidente me sai com essa:

“O espaço foi cedido para uma reunião e vimos que veio a se tornar outra coisa. Se o objetivo era fazer política, eu fui traído”, tentou explicar.

E imaginar que é esse o secretário que cuida da articulação politica do Prefeito.

Inacreditável.

 

Sem intimidades

O escritor, advogado e empresário, Antônio Campos, ligou para este colunista esclarecendo que não é amigo íntimo do publicitário e marqueteiro, Antônio Lavareda.

 Está, portanto, registrado.

 

 

Conheça Ricardo Antunes, clique aqui.

Comentários

Val José Bezerra - 2 de abril de 2012

A coluna do Ricardo vem prestando um excelente serviço ao jornalismo livre e independente. Os jornais locais não aprofundam como ele tem feito….os comentaristas completam o conteúdo com muita informação importante…Parabéns Ricardo! Sou também leitor assíduo do seu blog “Leitura Crítica.com!

Val.

[Reply]

Ricardo Antunes Reply:

Obg, Val.

[Reply]

Opine e entre na discussão